Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

BETO RICHA: Meu pai José Richa me ensinou não desistir

Richa fala da experiência administrativa e eleitoral para dezenas de prefeitos. A  rotina do ex-governador Beto Richa longe do poder e ...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images


terça-feira, 19 de novembro de 2019

BETO RICHA: Meu pai José Richa me ensinou não desistir

Richa fala da experiência administrativa e eleitoral para dezenas de prefeitos.
A rotina do ex-governador Beto Richa longe do poder e dos holofotes da mídia não é nada monótona. Ele tem recebido na sua casa, no bairro Mossunguê, em Curitiba, constanteINs visitas de líderes políticos, incluindo prefeitos, deputados e vereadores. A romaria é tão grande, que não passa despercebida de vizinhos, que sempre acionam os jornalistas.  Alguns, ignoram a notícia, mas que ela é relevante não há a menor dúvida.  Ao conversar com tanta gente do poder, o ex-governador mostra que está no jogo político pra valer. E, na eleição municipal do ano que vem, pode ajudar a eleger até uma centena de prefeitos, o que é um raro caso de uma volta por cima em tão pouco espaço de tempo.
Nesse fim de semana, dezenas de prefeitos de municípios de praticamente todas as regiões do Estado visitaram Beto a pretexto de “um agradecimento ao ex-governador, que muito apoiou aos municípios”. Mas todos sabem que nessas conversas, o agradecimento é só o prato de entrada. O principal, é a eleição de 2020. E aí, a experiência do ex-governador, um contumaz vitorioso, com a maioria de suas eleições se dando em primeiro turno - uma vez como prefeito de Curitiba e duas como governador) conta, e muito.

Uma comitiva de causar inveja

Estiveram com o Richa nesse final de semana os prefeitos Hilário Czechowski, de Espigão Alto do Iguaçu; Leonir Antunes dos Santos, de Boa Vista da Aparecida;  Rineu Menoncin Teixeirinha, de Matelândia;  Cláudio Dutra, de São Miguel do Iguaçu; Renato Tonidandel de Santa Lúcia; Jucenir Stentzler, de Palotina; Hélio Bruning, de Três Barras do Paraná;  Doutor Estanislau Franus, de Cafelândia; Claudio Quadri, de Capitão Leônidas Marques; Ednei Sgobi, de Vera Cruz do Oeste; Zuca Luquini, de Ampére; Germano Bonamigo, de Céu Azul; José Romualdo Pedro, o Zezinho, de Lindoeste;  Ailton Caeiro da Silva, o Ito, de Tupãssi; Osmário Portela, de Guaraniaçu; Elio Marciniak, o Kabelo - Santa Tereza do Oeste; Toninho Aguiar, de Formosa do Oeste; Mauro Cesar Senci, de Saudade do Iguaçu; Álvaro Scolaro, de Chopinzinho, Dilmar Turmina, de Cruzeiro do Iguaçu e presidente da Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop); Márcio Wozniack,  de Fazenda Rio grande e César Silvestre Filho, de Guarapuava.

Na segunda-feira (dia 11), o ex-governador Beto Richa já havia recebido a vista do ex-deputado Jocelito Canto, de Ponta Grossa. Radialista, Jocelito é o político que há mais tempo vence eleições consecutivas, hora como prefeito de Ponta Grossa, hora como deputado estadual.

O ex-governador presenteou cada visitante com um livro que narra a história do pai, José Richa, que foi prefeito de Londrina e governador do Paraná entre 1983 e 1986.


                                              O ex-deputado Jocelito Canto também vistou o ex-governador.



OBS: O Ex Governador Beto Richa já foi oficialmente convidado para a Live do Blog Chik Jeitoso aonde já teve um excepcional bate papo com o Ex Governador e Ex Senador Roberto Requião.













A ROMARIA DE AGRADECIMENTOS AO EX-GOVERNADOR BETO RICHA.

Beto Richa segue com a rotina de receber e ouvir os prefeitos e líderes municipais
O ex-governador Beto Richa tem recebido, quase toda semana, prefeitos, vereadores e líderes de muitos municípios paranaenses. O pretexto das visitas é "agradecer tudo que foi feito em suas cidades pelo governo anterior". Mas, para além disso, há outros motivos que podem ser lido nas entrelinhas: que o ex-governador mantém-se ativo e "operante" no cenário político estadual, mostrando a todos que ainda tem cacife para uma possível volta à cena política.

A semana começou com o ex-governador recebendo em sua residência, no bairro Mossunguê, em Curitiba,  os prefeitos de Lupianópolis, José Antônio Gerônimo; de Tamarana, Beto Siena; de Prado Ferreira, Sílvio Damasceno, e o vereador de Lupianópolis, Juliano Tibério. 

O assunto que predominou as conversas foi o drástico recuo nos serviços de saúde pública no atual governo. Além da precarização no atendimento, o serviço de transportes de doentes para os grandes centros praticamente deixou de existir. "Os prefeitos, durante a gestão Beto Richa, ofereciam transporte aos pacientes em estado mais grave em modernas e equipadas ambulâncias",  explicaram os visitantes. "Agora, não há mais isso", lamentaram. Segundo os prefeitos, Richa humanizou o atendimento nas situações de emergências, dotando o Paraná de um sistema de transporte de pacientes em condições dignas, bem diferente de antes de ele assumir o governo, quando até ônibus amarelos da Educação eram improvisados para transportar doentes. "Agora, voltamos a assistir o descaso do atual governo com essa área que lida com a vida e a morte das pessoas", relataram os prefeitos.



A carreira política do ex-governador José Richa https://paranaportal.uol.com.br/colunas/memoria-paranaense/a-carreira-politica-do-ex-governador-jose-richa/


Lançamento de livro sobre José Richa reúne Grande número de políticos na Assembleia Legislativa https://www.youtube.com/watch?v=E3OOpCZdjAM




                                          https://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Richa



















sexta-feira, 15 de novembro de 2019

EXCLUSIVO: Live com neste Sábado no Blog Chik Jeitoso com Roberto Requião

Foto Arquivo MDB 
Confirmado para este Sábado 16 de Novembro ao Meio Dia Live Poderosa  EXCLUSIVA  no Blog Chik Jeitoso com Vossa Exclência Roberto Requião https://www.youtube.com/watch?v=pH7hTnN2lYI

Com alguns convidados pelo Blog Chik Jeitoso, jornalista, blogueiros e formadores de opinião pública,  um bate papo bombástico, com uma das maiores personalidades políticas do Paraná e do Brasil com reconhecimento internacional.

Não perca, compartilhe, na Pauta assuntos como Lula Livre, Presiente Bolsonaro, Golpe na Bolivia com o Premier Presidente Evo Morales Ayma, e revelações exclusivas, bombásticas. Duas figuras polêmicas olho no olho para o Mundo nas redes mundiais. Pré perguntas pelo 

WhatsApp 041 9 91555807 


SENADOR REQUIÃO: QUASE 30 ANOS DE VIDA PÚBLICA NO MDB

http://www.blogchikjeitoso.com.br/2018/08/senador-requiao-quase-30-anos-de-vida.html?m=1&fbclid=IwAR1aKdsWtwYd7EV5fkho98Dc6wUeY0x4MTnU39ILRnKUsTWDYNE9-Oef4Tk

OBS: O Blog Chik Jeitoso vai começar uma rodada de Live com diversas personalidades, o próximo ( a ) poderá ser você. Aceitamos opção de pauta. 


segunda-feira, 21 de outubro de 2019

O deputado Ricardo Barros (PP/PR) divulgou nota


O melhor Ex Ministro da Saúde que o Brasil já teve acaba de divulgar nota para informar que sua defesa ingressará com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para reverter a decisão do TRE que, nesta tarde de segunda-feira (21), cassou seu diploma de parlamentar. O recurso, segundo ele, terá efeito suspensivo.


 Sobre notícia: O deputado Ricardo Barros (PP/PR) divulgou a seguinte  nota
 
Ricardo Barros tem diploma cassado pelo TRE
Já estou providenciando o recurso com efeito suspensivo da decisão do TER/PR que me multou e decidiu pela cassação do meu mandato por ter comparecido a um jantar em uma festa de aniversário em Barbosa Ferraz em 2018.
O recurso com efeito suspensivo deixará a decisão suspensa até a apreciação dos recursos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Estou tranquilo e confiante na reversão da decisão já que toda a jurisprudência do assunto no TSE é favorável.
Fui relator da lei de abuso de autoridade na Câmara. Legislação recebida com resistência por diversos setores do judiciário brasileiro, porém não acredito que essa decisão seja algum tipo de retaliação.
RICARDO BARROS

quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Morreu o Apresentador de TV, Radialista Ex Deputado Estadual Ricardo Chab




Netsa tarde de Terça Feira acabou de falecer o grande Deputado Estadual Radialista e Apresentador de Televisão Ricardo Chab, proprietário da Rádio Mais teve o AVC. O jornalista Ricardo Chab, da turma de 1982 da UFPR, sofreu um infart estava internado na UTI do Hospital Marcelino Champagnat.
Ricardo Jota Chab tinha 56 anos e é de Santa Izabel do Ivaí, Noroeste do Paraná. Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), atuou em diversos programas de rádio e televisão. Atualmente, tem um programa na Rádio Mais (antiga Eldorado).
Ricardo Chab nasceu no interior do estado do Paraná em 1958 e mudou-se para a capital, Curitiba, em 1979, para cursar o ensino superior. Para manter os estudos, começou a trabalhar como "gillette press" (termo cunhado nas redações de rádios para o funcionário que recorta matérias de jornais para serem lidos nos programas) na Rádio Colombo.
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná em 1983 e trabalhando como funcionário da Rádio Colombo, no início da década de 1980 foi promovido a radialista, apresentando o programa policial "Agente Colombo", das 23 às 24 horas, diariamente.
Nas décadas de 1980, 1990 e 2000, trabalhou como radialista em várias rádios de Curitiba e região, e a partir de 2002, passou a ser apresentador de programa policial na televisão, como "O Tribuna na TV" na TV Iguaçu e o programa "Na Hora do Almoço", na RICTV.
Política
Em meados da década de 1980, filiou-se ao PTB e concorreu a uma vaga de vereador de Curitiba em 1988, não obtendo sucesso. Em 1990, concorreu para deputado estadual na Assembleia Legislativa do Paraná e conseguiu uma suplência pelo partido. Em 1994, já no PMDB, foi eleito deputado estadual com com 32.707 votos. Em 1998, retornando para o PTB, foi reeleito para a Assembleia Legislativa do Paraná, com 38.427 votos. Em 2002, na tentativa de reeleição para o mesmo cargo e com apenas 22.856 votos, não foi eleito e seus votos não foram suficientes nem para uma vaga de suplência pelo PMDB.[8]
Nos oitos anos que exerceu o mantado de deputado, foi o autor da lei que criou o Serviço de Investigações sobre Crianças Desaparecidas no Paraná (Sicride), em 1995, e também fez a lei que estabelecia a fixação de cartazes com fotos para identificação de crianças desaparecidas nos ônibus intermunicipais com concessão ou permissão para funcionar no estado, em 1996, entre outras.
O candidato Ricardo Chab, de 46 anos, tem em comum com os outros dois radialistas políticos derrotados em 2002 o fato de ser do interior. Sua paixão pelo rádio começou na infância, em Paranavaí, onde costumava freqüentar um programa de auditório aos domingos. Chab se mudou para Curitiba em 1979 para cursar Jornalismo na Universidade Federal do Paraná. No mesmo ano começou a trabalhar na Rádio Colombo, fazendo o chamado gillete press, ou seja, recortando notícias de jornal para serem lidas no ar. Pouco tempo depois passou a apresentar o programa policial Agente Colombo, das 23 às 24 horas. Ainda trabalhando de graça, ao demonstrar bom desempenho no ar, passou a dar notícias ao longo do Revista Matinal, apresentado por Artur de Souza. Depois de três meses, foi contratado pela Rádio Colombo.
Durante a década de 80, entrou e saiu de várias emissoras como a Atalaia e a Cidade, deixando o rádio em 2002, após perder a eleição para deputado estadual pelo PTB, com 22.856 votos. Seu ingresso na política se deu em 1988, quando tentou uma vaga na Câmara Municipal de Curitiba, mas não conseguiu se eleger. Em 1990, ficou como suplente do PTB na Assembléia Legislativa do Paraná. Em 1994, foi eleito deputado estadual pelo PMDB com 32.707 votos e reeleito em 1998 com 38.427 votos, de volta ao PTB. Ricardo Chab diz que acabou sendo levado para a política pelas circunstâncias e que viveu um certo desconforto em conciliar sua atuação no rádio.
Eu acho muito desgaste. Desgaste emocional, desgaste familiar. Sabe, porque é uma coisa, agente tem que deixar isso bem claro, uma coisa é você ser jornalista, sabe? Você Levantar o assunto, discutir o assunto, com toda a isenção. Outra coisa é você ser jornalista e ter um mandato popular. Não dá certo. Olha, eu fazia assim...andava no fio da navalha dia e noite. Dia e noite, verdade. Você não pode trair sua consciência, senão ce num dorme. Mas se você fizer política... (RICARDO CHAB, 22//06/2004)
Em oito anos atuando como deputado estadual, Chab apresentou 51 projetos de lei, 13 foram arquivados, 2 rejeitados, 9 foram vetados, 17 propunham declaração de utilidade pública a instituições filantrópicas, 1 institui data comemorativa e 4 ainda estavam em tramitação nas comissões no período em que os dados foram coletados. Este total representa 90,19% dos projetos apresentados. Na criação de leis propriamente ditas, Chab foi o autor da lei que criou o Serviço de Investigações sobre Crianças Desaparecidas no Paraná, Sicride, em 1995. Também fez a lei que estabelecia a fixação de cartazes com fotos para identificação de crianças desaparecidas nos ônibus intermunicipais com concessão ou permissão para funcionar no Paraná, em 1996. Desde 2002, Chab passou a atuar somente na televisão. Atualmente, o programa Tribuna na TV, na TV Iguaçu em Curitiba, segue os mesmos padrões dos programas radiofônicos anteriores, dando destaque a casos policiais e fazendo campanhas para promover encontros de pessoas que perderam contato com familiares. O jornalista considera que a relação com os telespectadores é mais distante e fria do que com os ouvintes.
Ao avaliar os fatores que teriam influenciado as eleições de 2002 na Assembléia Legislativa do Paraná, Ricardo Chab menciona um erro estratégico ao se dedicar demais às candidaturas de Paulo Pimentel, proprietário da emissora de televisão em que trabalha atualmente, ao Senado, e de Roberto Requião ao governo do Estado. Além do que ele chama de excesso de confiança, por ter se dedicado menos ao corpo-a-corpo durante a campanha, Chab constata o surgimento de novos nomes que teriam dividido o eleitorado de Curitiba. Onde ele costumava fazer mais de 25 mil votos, conseguiu apenas 12 mil em 2002. Um dos nomes que teria conquistado parte de seu eleitorado é Ratinho Júnior, além de seis vereadores do município de Curitiba que obtiveram votações superiores aos radialistas em questão.
Ricardo Chab menciona também a questão da Copel, mas em seguida recua, dizendo que o caso não deve ter influenciado o pleito. Ele diz que pretende voltar para o rádio, mas somente depois da digitalização[1], pois considera que o rádio AM está muito empobrecido no Paraná, perdendo cada vez mais espaço para o FM, com equipamentos sucateados, baixos níveis de audiência, endividado junto ao Ecade[2], e com baixa profissionalização. Como o rádio AM tem sido pouco competitivo comercialmente, resta-lhe, segundo Chab, ser explorado de outras formas, como, por exemplo, pela evangelização.
Mesmo com a queda de popularidade refletida nas urnas em 2002, Algaci Túlio (20.623 votos), Luiz Carlos Alborghetti (24.896 votos) e Ricardo Chab (22.856 votos) poderiam ter sido eleitos se estivessem em outros partidos, por causa dos quocientes eleitoral e partidário de suas siglas. No caso de Alborghetti, o mais votado entre os três, o total de votos foi maior do que o resultado obtido por nove deputados eleitos. Desses nove, seis foram eleitos pelo PT. Buscando a melhor condição político-eleitoral, os radialistas costumam mudar de sigla partidária com freqüência.

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

TJ PR - Desembargador Adalberto Xisto Pereira dando um choque de gestão

"Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo"


Band Entrevista - Adalberto Jorge Xisto Pereira, presidente eleito do TJ-PR




Assembleia Entrevista - Presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (Adalberto Jorge Xisto Pereira)



TRE PR Homenagem

Des. Adalberto Jorge Xisto Pereira


Natural de Curitiba (PR). Filho de Gilberto de Assis Pereira e Tereza Xisto Pereira. Bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, turma 1988. Iniciou sua carreira em 1989, após aprovação em concurso público, como promotor de justiça. Ingressou na magistratura em 15 de junho de 1990, após nova aprovação em concurso público, sendo nomeado juiz substituto da Seção Judiciária de União da Vitória. 

Em 12 de abril de 1991 foi nomeado para o cargo de juiz de direito da comarca de Realeza, judicando, a seguir, nas comarcas de Siqueira Campos, Toledo, Ponta Grossa e Curitiba. Além de professor de Direito Processual Civil, foi diretor da Escola da Magistratura, Núcleo de Curitiba (gestão 2002/2003). Lecionou, também, a mesma disciplina nas Faculdades de Direito da UNIPAR (campus Toledo) e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (campus Curitiba). 

Exerceu, ainda, o cargo de Conselheiro da Escola de Servidores da Justiça Estadual (2007/2009). Foi juiz auxiliar da Corregedoria-Geral da Justiça (gestões 1997/1998 e 1999/2000) e da Presidência do TJPR (gestão 2003/2004). Foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná em 22 de setembro de 2008, pelo critério de merecimento. 

Foi membro da Comissão de Regimento Interno do TJPR (gestões 2009/2010 e 2011/2012) e membro eleito do Conselho da Magistratura (gestão 2011/2012). No Tribunal Regional Eleitoral do Paraná exerceu no ano de 2016, por eleição do pleno do Tribunal de Justiça, os cargos de Vice-Presidente e Corregedor Regional Eleitoral, e no ano de 2017, o de Presidente.Eleito, assumiu a Presidência do Tribunal de Justiça no dia 01 de fevereiro de 2019 para o biênio 2019/2020.




Maria José de Toledo Marcondes Teixeira, filha de Dorival Marcondes César e Lise de Toledo Marcondes César, nasceu no dia 9 de março de 1949, em São Carlos (PR). Bacharela em Direito pela Universidade Estadual de Maringá, turma 1971.

Em 29 de maio de 1974 foi nomeada juíza substituta, exercendo suas funções na comarca de Arapongas. Após concurso para juiz de direito, em 29 de julho de 1977 foi nomeada para a comarca de Santa Izabel do Ivaí, judicando, ainda, nas comarcas de Marialva e Maringá.

Em 12 de maio de 2000 foi nomeada juíza do Tribunal de Alçada e, no dia 31 de dezembro de 2004, foi promovida a desembargadora do Tribunal de Justiça do Paraná.




O Desembargador Roberto Portugal Bacellar ingressou na magistratura em 1989. Conhecido por ser um dos idealizadores do Projeto "Justiça e Cidadania Também se Aprendem na Escola", foi provomido a Desembargador em 2013.





A Desembargadora Ana Lucia Lourenço iniciou na magistratura em 1990. Promovida ao cargo de Desembargadora em 2014, atualmente ocupa o cargo de Ouvidora-Geral deste Tribunal.





O Desembargador Robson Marques Cury iniciou na magistratura em 1977. Conhecido pelo espírito aventureiro, o Desembargador já viajou o mundo em uma moto e contou tudo em um livro.





OAB Paraná promove mega evento com Dr Elias Mattar Assad hoje


A Comissão da Advocacia Iniciante promove a 7ª Edição do "De frente com a CAI", recebendo como Convidado o Dr. Dr. Elias Mattar Assad.

O evento é direcionado a todos os advogados iniciantes que queiram extrair do nosso convidado um pouco da sua experiência em uma conversa totalmente informal.

Não deixe de participar do nosso evento!

O evento será na sede da Seccional, na Sala do Conselho, na Rua Brasilino Moura, 253, Ahú Curitiba Paraná informações https://www.facebook.com/events/2101239533513941/

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas através do site da OAB Paraná









Elias Mattar Assad faz história em casos importantes




História e Carreira - DR. ELIAS MATTAR ASSAD




Data Venia com Elias Mattar Assad (29/05/19) | Completo












quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Médicos Sem Fronteiras em Curitiba


Pela primeira vez em Curitiba, a exposição Pessoas em Movimento, de Médicos Sem Fronteiras Brasil, estará na SESC Paço da Liberdade convidando seus visitantes a escaparem de um labirinto cujos caminhos ilustram as dificuldades extremas enfrentadas por milhões de refugiados, deslocados internos e solicitantes de asilo no mundo.

Sobre a exposição

E se a sua vida dependesse de uma única escolha? Para quem vive em meio a zonas de conflito e locais onde há perseguição por razões políticas, religiosas ou ligadas à orientação sexual, não há alternativa senão deixar tudo para trás em busca de sobrevivência.

Alô, Curitiba! A próxima parada da exposição Pessoas em Movimento, de Médicos Sem Fronteiras, será no SESC Paço da Liberdade, entre 23 e 28 de setembro. Estamos selecionando pessoas que queiram nos ajudar como monitores da exposição. Tem interesse? Veja os requisitos para participar:
 Ter mais de 18 anos;
 Ter disponibilidade para participar do treinamento no dia 20/09, de 13h30 às 17h;
 Preencher este formulário (Voluntários MSF ) com seus dados de contato, motivação e disponibilidade.

A exposição Pessoas em Movimento convida seus visitantes a escaparem de um labirinto cujos caminhos ilustram as dificuldades extremas enfrentadas por milhões de refugiados, deslocados internos e solicitantes de asilo no mundo.
Saiba mais sobre o evento e programe-se: Pagina Oficial da Exposição no Facebook



Retrospectiva 2018 | Médicos Sem Fronteiras




Médicos Sem Fronteiras é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais, epidemias, desnutrição ou sem acesso à assistência médica. Conheça. Participe. Apoie! Mais de 40 anos de existência 






Bangladesh: refugiados rohingyas são assombrados pelo passado e temem pelo futuro 









Doadores Sem Fronteiras são as pessoas que fazem doações mensais e recorrentes para MSF, fundamentais para manter nosso trabalho independente de poderes políticos e econômicos. É graças a essas contribuições constantes que podemos nos planejar, agir rapidamente em situações de emergência, como o surto de Ebola na República Democrática do Congo ou a guerra no Iêmen, e tratar também pacientes com doenças que exigem cuidados de longo prazo. Tudo isso significa salvar vidas!




Precisamos da sua ajuda para salvar vidas




Especial ONGs: Médicos Sem Fronteiras mantém 150 brasileiros em projetos pelo mundo











Proxima  → Inicio

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores