Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Milhares ouve João Arruda na Rádio Cidade AM 670

https://www.facebook.com/radiocidade670/ A Hora do João começa às 8 horas na Rádio Cidade 670.  Desde que estreou  o grande comunicador,...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

Greca e a ‘tranqueira’ da Prefeitura

da Banda B
Um ano se passou e o prefeito Rafael Greca diz que finalmente conseguiu arrumar a ‘tranqueira’ que estava a prefeitura de Curitiba quando assumiu no início do ano. “Estava tudo uma tranqueira, mas agora está tudo arrumado e vou conseguir ser prefeito como gosto de ser”, disse ele em entrevista na manhã desta quarta-feira (13).
Questionado se, após o acordo que fez com as empresas do transporte coletivo que vai permitir a compra de novos ônibus, se isso prevê reajuste na tarifa no ano que vem, Greca diz que espera que não. “Conduzi uma complicada conversação com as empresas e consegui desmanchar 33 processos judiciais que impediam o progresso do transporte coletivo de Curitiba (…) Agora começam a chegar novos ônibus e não vai precisar aumentar a tarifa em fevereiro por causa disso . No dia do ajuste o Mauricio Gulin(dono de empresas de transporte) me disse que não tem interesse em aumentar a tarifa porque não querem perder mais passageiros”, afirmou em entrevista a Denise Mello e Paulo Sérgio Debski. Em fevereiro, mês da database dos motoristas e cobradores, a tarifa do transporte coletivo em Curitiba subiu de R$ 3,70 para R$ 4,25.
O prefeito disse que até o final de sua gestão, serão adquiridos 475 novos ônibus. “Desde 2013 não se comprava nenhum ônibus por causa de um acordo judicial que desobrigava as empresas a comprarem novos veículos enquanto não houvesse o equilíbrio financeiro do sistema. Agora, resolvemos isso e puxamos os ônibus em favor do povo”.
Ajuste e reajuste zero
Greca agradeceu ao apoio dos vereadores que aprovaram o ajuste fiscal para equilibrar as finanças da prefeitura. Apesar disso, não vai dar um centavo de reajuste aos servidores públicos, algo que não acontecia há 37 anos. O prefeito nega que haja uma guerra com os servidores, mas diz que a prioridade tem que ser os curitibanos. “Estou do lado dos servidores. Não há um cabo de guerra, mas não podem existir direitos sem sustentabilidade para isso. O Fuet era muito bom em promessas, mas não deixou previsão orçamentária para isso (…) Se eu for ouvir arenga dos sindicatos vamos para o buraco. A prefeitura não é só para dar reajustes, é para o interesse de todos os curitibanos. Assim que houver sustentabilidade financeira, darei o reajuste”, afirmou o prefeito lembrando que já pagou o 13º salário e irá pagar o salário de dezembro já no próximo dia 22.
Binário
Greca também defendeu a implantação do binário Mateus Leme/Nilo Peçanha e disse que as críticas são minoria. “Não existe mais no mundo ruas de mão dupla, claro que o ideal seria ir até o fim na Mateus Leme e na Nilo Peçanha, mas a geografia ali é muito peculiar e impede. Por isso, optei em fazer o binário em duas etapas e tenho ouvido muitos elogios”.
Mudança no ISS
A Câmara de Curitiba aprovou mudanças no Imposto Sobre Serviços ( ISS) para eventos e espetáculos reduzindo a alíquota de 5% para 2%, ampliando a faixa de desconto do imposto na construção civil, mas aumentando de 2% para 4% o ISS dos planos de saúde. Sobre a possibilidade dos planos aumentarem em até 10% o valor das mensalidades em razão da mudança, Greca disse que os planos tiveram reduções no passado e nunca deram nenhum desconto para o usuário. “Os planos tiveram redução da alíquota em 2002 e não deram desconto para o usuário. Pagavam sobre a base de cálculo cheia e, com decisões judiciais, conseguiram reduzir esta base em até 90% e, ainda assim, não deram nenhum desconto nas mensalidades. Isso representou um prejuízo até aqui para os cofres públicos de R$ 55 bilhões. Por isso, era preciso corrigir esta distorção e o reajuste era justificável”, afirmou.
Filas nos postos
O prefeito reafirmou ainda que sente um “espinho no coração” quando vê pessoas nas filas de madrugada em frente a algum posto de saúde. Segundo ele, isso não é necessário e defendeu o uso do aplicativo para agendamento de consultas. “Não precisa ficar na fila de madrugada. O aplicativo está funcionando e em qualquer lugar do mundo você vê primeiro a enfermeira e depois o médico. Pede pro netinho marcar, é fácil. A tecnologia está em todo lugar. (…) E se tiver alguma reclamação, me avise nas redes sociais que coloca saúde no gancho. Agora, é importante dizer que quando a pessoa fala que ficou quatro horas esperando em alguma UPA (Unidade de Pronto Atendimento), eu digo que ficou porque não era urgente. UPA é pra atender urgência e emergência. Temos que ter uma caridade humanitária para entender quem está com risco de morte vai ser atendido primeiro. Dor no joelho não é motivo para procurar uma UPA. Para isso tem as unidades básicas”.
Obras em 2018
Greca comemorou ainda o bom relacionamento com os governos federal e estadual e disse que para 2018 vai entregar diversas obras, como as trincheiras Santa Bernadete, 1º de Maio, além da revitalização do Viaduto do Orleans. O prefeito ainda afirmou que vai terminar a Linha Verde até a Rua Fagundes Varela, no Jardim Social e que, até 2019 termina o trecho Norte da via.
Para encerrar, Greca garantiu que está feliz e bem de saúde. “Estou bem de saúde e muito feliz e agradecido por este ano. Por isso enchi a cidade de luzes de Natal. Desejo a todos um Feliz Natal e um ano novo maravilhoso”, encerrou.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores