Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Milhares ouve João Arruda na Rádio Cidade AM 670

https://www.facebook.com/radiocidade670/ A Hora do João começa às 8 horas na Rádio Cidade 670.  Desde que estreou  o grande comunicador,...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

MPPR denuncia ex-vereador de Pinhais foragido por corrupção e falso testemunho

O Ministério Público do Paraná (MPPR), por meio da ª Promotoria de Justiça do Foro Regional de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, denunciou o ex-vereador Leonildo Sandri, conhecido como Leonildo Gordo, pela suposta prática, por 37 vezes, do crime de corrupção ativa e também pelo delito de falso testemunho. Além do ex-parlamentar, outras quatro pessoas, incluindo três de seus ex-assessores, também foram denunciados. A denúncia faz parte da Operação Racha deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) em novembro para investigar a prática de divisão de remunerações de assessores parlamentares comissionados que seriam obrigados a entregar mensalmente parte dos seus vencimentos a alguns vereadores de Pinhais. Segundo o MPPR, os três ex-assessores prestaram falso testemunho, mentindo em depoimentos quanto à divisão de seus ganhos com o então vereador. Outro réu, a mando do ex-vereador, teria oferecido uma recompensa para que um dos ex-servidores mentisse em seu depoimento. Durante a operação, o Gaeco cumpriu mandados de busca e apreensão nas residências e em empresas do ex-vereador e de outra pessoa acusada de crime cometido a mando dele. Entre os mandados expedidos pela Justiça está o de prisão temporária de Leonildo Gordo, mas ele não foi localizado e está foragido. As investigações continuam em curso para apurar a mesma prática em relação a outros vereadores e ex-vereadores de Pinhais, o que poderia caracterizar os crimes de organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, concussão e falso testemunho, além de atos de improbidade administrativa. Com informações do MPPR Matéria publicada no Parana Portal
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores