Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

TRE-PR e TRT-PR vão ampliar ações de inclusão de pessoas com deficiência

Convênio assinado nesta quinta-feira (11) no TRE-PR prevê intercâmbio de políticas e iniciativas de aprimoramento da acessibilidade ...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Protesto de professores termina no Palácio do Iguaçu; governo marcou reunião para esta terça


Deputados inimigos da educação fazem a conta e já sabem que não vão ser reeleitos, outros vão ser DERROTADOS nas eleições 2018, são vaiados e foi apontado pelos servidores como o maior responsável pela derrota da emenda que concedia o reajuste de 8,17% na data-base do funcionalismo. Em Ponta Grossa o mesmo foi vaiado. 

Comissão de negociação e recebida pelo secretário da Casa Civil Valdir Rossoni, acompanhado dos deputados Lemos, Romanelli, Houssein Bakri e do representante do ministério público Dr. Olímpio. Pela APP participam representantes dos quatro núcleos sindicais da capital e diretores estaduais da APP-Sindicato. 

Por volta das 14h30, os professores que haviam ocupado o salão principal do Palácio Iguaçu, no Centro Cívico, deixaram o local pacificamente. No entanto, os protestos seguem do  lado de fora. Às 16 horas deve haver um ato de protesto.  Uma nova rodada de negociações ficou marcada para esta terça-feira, 18. 

O protesto que começou do lado de fora do Palácio Iguaçu na manhã desta segunda-feira (18) e acabou dentro do térreo do Palácio Iguaçu, em Curitiba, chegou ao fim durante a tarde. Cerca de 200 professores e funcionários da rede estadual de ensino se manifestaram contra a redução dos salários do Processo de Seleção Simplificado (PSS) anunciada pelo governo para 2018.
Diante do protesto, a administração marcou para as 17h desta terça (19) uma reunião com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), para “reabrir o diálogo com os professores”.
Segundo o sindicato, os vencimentos de R$ 3.281 (R$ 2.445 de salário e R$ 826 de auxílio-transporte), apresentam redução de 13% a cada hora trabalhada em relação às últimas contratações. O governo pretende contratar cerca de 10 mil professores, pedagogos e tradutores e intérpretes de libras através do  no ano que vem por meio do PSS.
A invasão aconteceu perto do meio-dia. Os seguranças não conseguiram conter a entrada da massa de manifestantes, fechando as portas de acesso ao prédio. O Cel. Elio, da PM, é quem comanda as negociações para a saída do prédio. Por volta das 12h40, a APP-Sindicato informou na rede social Facebook que o Batalhão de Choque da Polícia Militar chegou ao local.
“Queremos uma audiência com o governo e vamos sair só quando formos atendidos”, disse à Banda B Tereza Lemos, secretária de organização da APP, durante o protesto.
Em nota, a SEED informou que os funcionários contratados ao longo de 2018 através do PSS receberão vencimento mensal de R$ 3.281 e que o valor está acima do piso nacional para o magistério.
“O valor corresponde a 40 horas semanais, sendo 37% do total fora da sala de aula, em hora atividade (reservada para correção de provas e trabalhos, preparação de aulas etc)”, diz um trecho da nota.
Já a APP-Sindicato, diz que a redução equivale a R$188,10 a cada 20 horas de trabalho.
FONTE: Portal Band B 
APP Sindicato 




Educadores(as) continuam pressão na Assembleia Legislativa do Paraná.
Professor Lemos convida demais deputados(as) a acompanhar reunião amanhã, dia 19, com a Casa Civil.

A categoria também protesta pelo mesmo motivo em cidades como Londrina, Maringá, Toledo, Umuarama, Foz do Iguaçu e Cascavel.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores