Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Programa “A Hora do João” ganha transmissão ao vivo no Facebook

Facebook do Apresentador O presidente estadual do MDB, o ex-deputado João Arruda, que voltou para a o rádio no início do ano, aderiu de...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Glauce Schutz, uma cachoeirense no dinâmico e fantástico mundo do automobilismo

A dedicada estudante do Colégio Sinodal Barão do Rio Branco, Glauce Machado Schutz, jamais abriu mão do seu projeto de vida traçado ainda na infância: ser jornalista, uma profissão na qual a grande maioria dos formados não chega à Rede Globo e tem que se contentar com o modesto padrão salarial. A jovem cachoeirense insistiu, ingressou na universidade, formou-se na Ulbra e, atualmente, é assessora de imprensa no segmento motorsport.
A loirinha moradora da Rua Juvêncio Soares, que sonhava em escrever e falar, chegou lá. Lembra com carinho do estágio no Jornal Correio Popular - hoje O Correio - e destaca o apoio do seu pai, que a apresentou ao fantástico mundo da Fórmula 1.

Nas madrugadas e manhãs de domingo, ela conheceu as ultrapassagens e a rivalidade protagonizadas por Piquet, Senna, Prost e Mansell. Estava convencida que havia encontrado o circuito ideal para a sua carreira profissional e conduta pessoal. 

SENNA, O ÍDOLO
Ao contrário do pai, fã de Nelson Piquet, Glauce simpatizava muito com um cara que sempre que ganhava, ouvia-se uma música marcante e dava uma volta no final erguendo a bandeira do Brasil. Chamava-se Ayrton Senna da Silva. “Acredito que foi assim que tudo começou”, recorda. A programação dominical incluiu assistir às provas de kart e motociclismo no Kartódromo de Cachoeira do Sul, que hoje está abandonado.

MERCADO PROMISSOR
A cachoeirense deixou de lado a vontade inicial de ser repórter de TV, rádio ou jornal. Encontrou um mundo amplo, que abrange todos os segmentos de mercado, chamado assessoria de imprensa, na qual teve a primeira experiência na capital gaúcha. O “boom” da internet caiu de paraquedas no universo4x4.com, um site voltado para offroad.
Pelas trilhas de diversas regiões, Glauce viu pela frente uma realidade inusitada para ela, com lama, pneu e navegação. A trajetória foi aperfeiçoada pela colaboração do jornalista Valter Boor, que cobriu por mais de 20 anos a F1 e “adotou a jovem como neta”. Veio a fase dos testes de consumo em veículos e lançamento de carros. Glauce colocou o primeiro pé no asfalto.

NA TELINHA
Não havia tempo para um pit stop e ela buscou mais uma vitória, desta vez como repórter no programa Veículos e Velocidade, da Band-RS. Foram sete anos de trabalho coordenados pelo jornalista Celso Ferlauto e pelo produtor Maros Moschetta. Abriram-se as portas para a sua primeira Mil Milhas Brasileiras e entrevistas com pilotos badalados, como Tony Kanaan, Bruno Senna e Nelson Piquet.

MS COMUNICAÇÃO, O DESAFIO
A audácia e a coragem dos pilotos talvez serviram de parâmetro para Glauce abrir em sociedade com um colega a MS2 Comunicação. A empresa começou a atuar diretamente com a equipe do piloto Claudio Ricci, na Pick-up Racing. Viajou oito etapas, conheceu novos autódromos e colegas de imprensa.
O talento profissional rendeu um convite para fazer a cobertura como repórter da própria categoria, da F3 e da Maserati, em que destaca o apoio do jornalista Edgard de Melo Filho. A MS Comunicação conquistou espaço e atendeu outras equipes e pilotos, na Stock Car, Ligth  (categoria de acesso da Stock Car) e GT3 Brasil. A jornalista conheceu a realidade estressante – mas gratificante - de trabalhar quatro finais de semana por mês.

TRABALHO RECONHECIDO
A formação profissional de Glauce recebeu a bandeirada de primeiro lugar. A MS2 Comunicação passou a ter ilustres clientes, como Ricardo Zonta, Enrique Bernoldi, Tarso Marques, o espanhol Jaime Alguersuari, Tuka Rocha, Julio Campos, Diego Nunes, Thiago Marques, Luiz Razia, Yann Cunha, Cesar Ramos, Gabriel Casagrande e Lucas Kohl.

NÃO SE PODE PARAR NO TEMPO
O dinamismo do mercado obrigou a MS2, que atua há 15 anos neste ramo, a se reiventar por causa das mídias sociais e buscar novas alternativas para o retorno dos clientes. A correria é compensada pelo sentimento familiar que envolve o ambiente de trabalho.
A cachoeirense salienta que a determinação dos os profissionais proporciona um suporte significativo à empresa. Conta com o respaldo do sócio e marketing, Marcelo Machado, e dos jornalistas Bruno Monteiro e Juliana Marques, que a acompanham nas viagens - algumas internacionais.
Garante que viveu todos os sentimentos possíveis. A alegria da vitória, o sabor amargo da derrota e a morte de um grande amigo em um acidente no Autódromo de Interlagos. “Uma coisa é inegável: quando os motores roncam e a placa de 5 minutos para a largada sobe, o coração acelera e você tem a absoluta certeza que está na profissão certa”, afirma a jornalista que serve de exemplo para os jovens que focam as suas futuras profissões somente na questão de ganhar muito dinheiro ou em vaidades pessoais.  
Fonte: O Correio 
A repórter Glauce Schutz entrevista o tricampeão mundial de Fórmula 1, Nelson Piquet / Divulgação
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores