Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Band Curitiba tem três apresentadores campeões de Audiência com programa Policiais

De segunda feira a sexta feira a partir das 16 horas o Apresentador Val Santos comanda na Band Curitiba ao vivo o programa Brasil Urgente ...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Desembargador Francisco Muniz, do TJ-PR, é homenageado no TRE-PR


Na última sexta-feira (26/1), o Desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) Francisco José Ferreira Muniz – falecido em 1995 – foi homenageado pelo Tribunal Regional do Paraná (TRE-PR). A partir de agora ele dará nome às novas instalações da Escola Judiciária Eleitoral do Paraná (EJE-PR) na sede do TRE-PR.
Durante a solenidade de inauguração, o Presidente do TRE-PR, Desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira, ressaltou a atuação do Desembargador e professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR). “O nome que propus para a escola foi em função do que representa para a comunidade jurídica paranaense o Professor e Desembargador Francisco Muniz”, destacou.
Defensor da democracia
Um dos filhos do homenageado, o Juiz de Direito do TJ-PR Fábio André dos Santos Muniz, falou da importância da atuação de seu pai, um ferrenho defensor da democracia, principalmente durante os anos da Ditatura Militar. Daí a pertinência da escolha de seu nome para a Escola Judiciária Eleitoral. “Foi com muito orgulho que recebi a notícia desta homenagem. Isso sensibilizou a minha família e os amigos de meu falecido pai. Impossível imaginar uma escola judiciária eleitoral que não leve como nome o de uma pessoa que teve uma trajetória de defesa da democracia como ele teve. Eu acho que os amigos do meu pai lembram dele a partir dessa defesa intransigente da democracia. Nesse sentido, essa é uma iniciativa espetacular da escola judiciária. Agradeço essa homenagem em nome da família e dos amigos de meu pai.”
O Presidente do TJ-PR, Desembargador Renato Braga Bettega, também lembrou a atuação como advogado do homenageado. “Francisco Muniz, durante a ditadura no Brasil, foi um advogado que deu voz àqueles que não tinham voz. Este é um tribunal que zela pela democracia. Então, fico feliz e tenho certeza de que não haveria pessoa mais adequada para dar o nome à Escola Judicial Eleitoral do que o do nosso saudoso professor Desembargador Francisco Muniz.”
A solenidade contou com as presenças do vice-presidente e corregedor do TRE-PR, Desembargador Luiz Taro Oyama; dos juízes membros da Corte Eleitoral; de magistrados e Desembargadores do TJ-PR; membros do Ministério Público, além dos familiares do homenageado.
Confira fotos do evento no Flickr do TJ-PR.
Conheça o homenageado
O Desembargador Francisco José Ferreira Muniz nasceu na cidade de Bauru, em São Paulo, no dia 13 de novembro de 1940, filho de José Muniz e Maria do Carmo Ferreira Muniz. Era casado com a Sra. Doroti Santos Muniz e pai de três filhos.
Durante sua vida profissional acadêmica exerceu os cargos de: Professor Auxiliar de Ensino da cadeira de Direito Civil da UFPR, aprovado em exame de suficiência em 19 de setembro de 1968; Professor assistente e Professor adjunto da UFPR até a data de seu falecimento, em 22 de junho de 1995; Professor de Direito Civil da PUC e Professor de Direito Civil do Curso de Especialização da Faculdade de Direito da Universidade de Maringá e Diretor da Escola da Magistratura do Paraná.
Dentre as atividades profissionais, não universitárias, destacam-se as de juiz substituto do Tribunal Regional Eleitoral, nomeado em agosto de 1979; procurador do Instituto de Terras e Cartografia do Estado do Paraná; membro da comissão que elaborou o Projeto de Lei de Terras Devolutas do Estado do Paraná; membro, por três vezes, da banca examinadora do Concurso de Promotor de Justiça, na qualidade de representante da OAB-PR; autor do Projeto de Lei sobre Terrenos Devolutos Urbanos; juiz do Tribunal de Alçada, tendo ingressado na vaga do Quinto Constitucional pela OAB-PR, assumindo suas funções em 28 de dezembro de 1979; Presidente do Tribunal de Alçada, por dois anos; e, por fim, nomeado desembargador do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, em 1992.
Deixou inúmeros trabalhos publicados, dentre os quais "O Estado de Direito e os Direitos da Personalidade" e o "Direito de Família (direito matrimonial)" em colaboração com o Prof. José Lamartine Correa de Oliveira.
Aposentou-se em 17 de março de 1995.
Faleceu no dia 22 de junho de 1995.
É patrono do Fórum de Catanduvas e do Fórum Eleitoral de Ivaiporã.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores