Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Médicos Sem Fronteiras em Curitiba

Pagina Oficial dos MSF no Facebook Pela primeira vez em Curitiba, a exposição Pessoas em Movimento, de Médicos Sem Fronteiras Brasil...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Vergonha - Vereadores vão à Justiça por 13.º salário

Vereadores de Curitiba pedem, na Justiça, 13º salário retroativo

Para o Tribunal de Contas do Paraná, o pagamento do benefício passa a valer apenas para a próxima legislatura


Onze vereadores e três ex-vereadores de Curitiba ingressaram na Justiça para garantir o pagamento retroativo do 13º salário dos últimos quatro anos. Os vereadores em exerctambém pediram à Câmara Municipal que reserve R$ 1,1 milhão para o pagamento do 13º de 2018.
Os vereadores usam como justificativa a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que, em fevereiro de 2017, considerou legal o pagamento de 13º salário para integrantes das Câmaras Municipais. Entendimento do Tribunal de Contas do Paraná (TCE-PR), no entanto, prevê que o pagamento passe a ser realizado apenas a partir da próxima legislatura (2021).
O presidente da Câmara de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), divulgou nota em que afirma já ter “determinado à Procuradoria Jurídica do Legislativo que preste todas as informações necessárias ao processo”.
O advogado que representa os vereadores, Rodrigo Pironti, afirmou que pediu uma liminar (decisão provisória) para se determinar a suplementação ou remanejamento orçamentário para fazer o pagamento ainda este ano — já que a Câmara havia negado a solicitação por falta de dinheiro. Como alternativa, pede que seja feita reserva orçamentária para o ano que vem.
Os onze vereadores que entraram com a ação são: Beto Moraes (PSDB), Bruno Pessuti (PSD), Cacá Pereira (PSDC), Colpani (PSB), Geovane Fernandes (PTB), Jairo Marcelino (PSD), Julieta Reis (DEM), Toninho da Farmácia (PDT), Rogério Campos (PSC), Tito Zeglin (PDT), e Sabino Picolo (DEM).
O vereador Jairo Marcelino foi o único a se manifestar sobre o ocorrido. “Entramos com a ação para que possamos saber se temos direito. Não quero receber algo que terei de devolver lá pra frente. É nesse sentido que contratos um advogado”, afirmou.


←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores