Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Médicos Sem Fronteiras em Curitiba

Pagina Oficial dos MSF no Facebook Pela primeira vez em Curitiba, a exposição Pessoas em Movimento, de Médicos Sem Fronteiras Brasil...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

sábado, 24 de março de 2018

Pauliki confirma desfiliação do PDT


O deputado estadual Marcio Pauliki anunciou nesta sexta-feira (23) que irá se desfiliar do Partido Democrático Trabalhista (PDT). A definição da nova sigla partidária será anunciada na próxima semana.
Segundo Pauliki, que confirma sua pré-candidatura à Câmara Federal, este é o momento de construir um projeto de apoio ao também pré-candidato ao Governo do Estado, Osmar Dias, através de uma ampla base política.
“Como se sabe, a janela partidária abre um período de reflexão e análise, o que permite considerar que tipo de união de forças será importante para a construção de um grande projeto para o nosso Paraná”, complementou o deputado.
O deputado esteve recentemente em Brasília, onde encontrou-se com o presidente Nacional do PDT, Carlos Luppi. Na ocasião, agradeceu ao partido pelos anos em que estiveram juntos. “Quero agradecer pelos oito anos de convívio nesse grande partido, que me deu uma base política sustentada na busca do desenvolvimento econômico através do progresso social“, afirmou”.


 A SAÚDE EM PRIMEIRO LUGAR

Marcio Pauliki*
A saúde, conforme prega a Constituição Federal de 1988, é um direito de todos e um dever do Estado. Sabe-se, historicamente, as dificuldades estruturais que a saúde pública enfrenta em todo o país. A situação não é diferente do nosso estado, da nossa região.
Mas, acredito, que chegou o momento não apenas de lamentar a situação atual da saúde pública. É preciso correr atrás de soluções a fim de melhor estruturar essa área essencial e prioritária para todos nós.
Como deputado estadual e representante da sociedade paranaense, tenho o dever de atuar neste sentido. Por isso, venho agindo com responsabilidade, determinação e honestidade para ouvir as principais demandas da população. Estar em contato com a nossa comunidade, a propósito, é essencial para entendermos as principais dificuldades enfrentadas pelas mais diferentes comunidades.
Dessa maneira, consigo levar as reivindicações da população até o poder público e cobrar resoluções – seja de maneira emergencial ou respostas a médio e/ou longo prazo.
Fui um dos principais apoiadores ao projeto de lei, aprovado no ano passado na Assembleia Legislativa, que garantiu o repasse de verbas para os hospitais filantrópicos de todo o estado. Esses hospitais prestam um serviço essencial na sociedade, curando e salvando vidas. Atualmente, 70% dos leitos ligados a hospitais filantrópicos do Paraná estão voltados à rede pública de saúde. Eles também são responsáveis por 53% das internações e 70% dos procedimentos de alta complexidade realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no estado. Essa medida deu segurança jurídica para que os repasses não fossem cessados.
Como parlamentar ainda consegui intermediar e garantir a realização de mutirões de cirurgias eletivas de catarata e da implantação de órteses e próteses que foi realizada no Hospital Regional Universitário dos Campos ano passado. Este ano, levaremos para a população mais mutirões, como o de mamografia que foi realizado recentemente. Acredito que o deputado precisa e deve levar políticas públicas que beneficiem nossa população.
Todas essas conquistas são, sem sombra de dúvidas, importantes e fundamentais para a sociedade. Mas a grande conquista – que será viabilizada a médio prazo – é o Instituto do Câncer dos Campos Gerais (ICCG), que também funcionará no Hospital Regional.
A primeira fase do Instituto do Câncer conta com o recurso de R$ 2 milhões que conquistei junto ao governo e serão destinados a construção da Farmácia Oncológica e para o Centro de Tratamento de Leucemias e Linfomas (CTL). As famílias de pacientes também terão à sua disposição a Casa da Acolhida – um ambiente acolhedor, com sala de estar, cozinha comunitária, onde as famílias poderão pernoitar e aguardar o tratamento.
Para o ano de 2019 serão necessários mais R$ 8 milhões, que já consegui inserir no orçamento governamental, e de 2019 a 2022 precisaremos de mais R$ 20 milhões para a construção do novo Centro Cirúrgico que terá 6 salas de cirurgia e adaptação de 25 leitos de internamento, que irá atender também pacientes da Oncologia. Viabilizaremos, assim, com um investimento total de R$ 30 milhões a consolidação do Instituto do Câncer.
É preciso termos uma estrutura adequada e próxima da população. Por isso, estou lutando pela implantação do ICCG para atender toda região dos Campos Gerais, bem como receber pacientes do Centro Sul e Norte Pioneiro.
Olhar para a população, para as necessidades da sociedade e buscar soluções. Essa é a política do jeito certo que a sociedade tanto precisa para que tenhamos uma saúde pública digna e estruturada.

*Marcio Pauliki é deputado estadual e gestor. 

PAULIKI RESSALTA NECESSIDADE DE REESTRUTURAR IML DE PG

A necessidade de reestruturar o Instituto Médico Legal (IML) de Ponta Grossa é preocupação constante do deputado estadual Marcio Pauliki. Desde o início do seu mandato, o parlamentar tem atuado visando reivindicar junto ao poder público melhorias para o órgão. Recentemente, Pauliki anunciou a contratação imediata de mais três novos médicos peritos nomeados pelo governo do estado.
“Mas ainda é preciso evoluir. Portanto, minha cobrança para a estruturação do IML que atende toda região dos Campos Gerais é incansável. “É preciso contratar mais peritos, motoristas e demais técnicos da polícia científica para atender adequadamente a população pois as famílias que passam por um momento difícil nessas horas precisam de um atendimento eficiente e rápido”, afirma Pauliki.
O deputado já destinou no orçamento do estado recursos para a readequação do pedido do IML de Ponta Grossa. Nesse sentido, será realizada uma reforma emergencial no Instituto para ajustar o setor de necropsia que temporariamente irá funcionar no Hospital Regional Universitário dos Campos Gerais. “Situações como a da família do jovem que esperou o carro do IML por oito horas é inadmissível. Inclusive a Secretaria de Segurança informou que irá fazer uma apuração interna para saber quais falhas ocorreram. Tenho realizado cobranças efetivas para que casos como esse nunca mais se repitam e vou estar acompanhando o desenrolar dessa apuração”, diz o deputado.
Além de mais estrutura física e de profissionais, Pauliki é autor de um projeto de lei protocolado junto à Assembleia Legislativa do Paraná que obriga a todos os IMLs do Paraná a fixarem diariamente o nome dos médicos e de toda equipe de plantão e seus respectivos horários de trabalho.
“É preciso atuarmos dando transparência no sistema público, dando ferramentas para que a população possa cobrar por seus direitos”, afirma Pauliki.
O deputado também é autor de uma lei, já aprovada e sancionada, que determina a livre escolha da funerária para providências de sepultamento. Com a legislação, o Instituto Médico-Legal do Paraná deve fazer a liberação do corpo e qualquer interferência do órgão na livre escolha da família com respeito à empresa funerária que executará o serviço está proibida. A lei também permite que parentes de segundo grau poderão acompanhar a liberação do corpo no IML, independente de liberação judicial.
“Assumo o compromisso de continuar lutando por leis e infraestrutura para o IML da região. Não vou me eximir de qualquer responsabilidade como deputado estadual. Temos que ter políticas públicas reativas e preventivas e encarar os problemas crônicos de nossa região com coragem e determinação”, afirma o deputado.
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores