Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

TRE-PR e TRT-PR vão ampliar ações de inclusão de pessoas com deficiência

Convênio assinado nesta quinta-feira (11) no TRE-PR prevê intercâmbio de políticas e iniciativas de aprimoramento da acessibilidade ...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Cida vai tirar carro e motorista dos secretários



A partir de agora o Paraná conta com uma divisão de combate à corrupção. Quem comandará a estrutura é Renato Bastos Figueroa, que estava à frente do Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos (Nurce) da Polícia Civil. O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira (8), pela governadora Cida Borghetti.



“Não importa se é no primeiro escalão, servidor ou comissionado. Se tiver algo ilícito ou pede demissão ou será demitido”, afirmou a governadora.



Segundo o anúncio, a nova divisão será composta pelas polícias Civil, Militar, Ambiental e Rodoviária Estadual, além da Receita Estadual e da Controladoria Geral do Estado.



Denúncias de corrupção poderão ser comunicadas pela população ao novo órgão por meio dos telefones 181 ou 0800-411-113.



Já saiu do gabinete da governadora Cida Borghetti uma ordem aos setores da administração para que levantem com urgência quantos e quais agentes públicos – de secretários a outros servidores do escalão superior – que contam com carros oficiais e motoristas pagos pelo governo. Em seguida assinará medida avisando que o privilégio será extinto. Boa parte dos veículos será recolhida ou devolvida às locadoras. A partir de então, secretários terão de usar seus próprios carros para ir e voltar do trabalho. Exceções apenas para cumprimento de missões oficiais.



“Com um trabalho conjunto e articulado, vamos avançar no combate a toda espécie de desvios, ilícitos e irregulares, no âmbito da administração pública e privada”, afirmou Cida Borghetti.



Durante o evento, a governadora foi questionada pela imprensa sobre a presença de dois nomes investigados na Lava Jato no governo do Paraná: os secretários da Administração, Fernando Ghignone, e do Planejamento, Juraci Barbosa.



Ambos foram citados em delação como intermediários para recebimento de caixa 2 doados pela empreiteira Odebrecht. As verbas seriam para campanhas de Beto Richa (PSDB). “Todo cidadão tem o direitos à ampla defesa. Todos eles, que estão ora delatados e investigados, têm direito à presunção da inocência, nós não podemos esquecer”, respondeu Cida.

O decreto determina que a nova divisão terá total autonomia para investigar denúncias relacionadas a corrupção. “Inclusive em relação a minha pessoa”, afirmou a governadora.


________________________________________________________________________________

                   Cida e Dodge em Brasília


Encontro entre a governadora do Paraná, Cida Borghetti, e a procuradora-geral do Ministério Público Federal (MPF), Raquel Dodge, em Brasília. Amigas de longa data, Cida e Dodge participaram da confraternização dos embaixadores europeus na capital federal.


_________________________________________________________________________________





Em reunião com o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, estabelecemos uma parceria com a União para construirmos juntos um novo modelo de concessão das estradas. O Paraná precisa ser protagonista deste processo. Conhecemos a realidade e sabemos das necessidades de cada região. As contribuições da sociedade serão fundamentais neste trabalho. Nosso objetivo é a redução, em média, de 50% das tarifas atuais com a execução de mais obras, em especial, duplicações! Nós paranaenses que temos que liderar esse processo e decidir sobre o assunto. 
Queremos rodovias melhores, mais seguras e com custo mais baixo para o usuário.


___________________________________________________________________________________






Boa noite, gente! Hoje cumpri importantes agendas em Brasília. Conversei com a Bancada Federal para realizarmos um trabalho conjunto a favor de todos os paranaenses. Também estive em audiência com o ministro da Agricultura e Pecuária, Blairo Maggi, para tratar da questão do embargo da União Europeia à carne de frango. Estamos trabalhando incansavelmente pelo Paraná.



A governadora Cida Borghetti reuniu nesta quarta-feira (9), em Brasília, a bancada paranaense na Câmara dos Deputados para reforçar a disposição do Estado em viabilizar ações em favor do Paraná. “Graças às emendas propostas dos deputados, recebemos recursos que foram investidos em saúde, segurança pública, agricultura. As inúmeras as ações dos deputados promovem o desenvolvimento dos municípios e melhoram a qualidade de vida dos paranaenses”, disse no encontro com 22 dos 30 deputados federais paranaenses.
Cida enfatizou que quer unir cada vez mais a bancada paranaense, independente da cor partidária ou ideológica. “Afinal, somos representantes de uma população de quase 12 milhões de habitantes e é por eles que precisamos trabalhar. Estamos todos do mesmo lado”, ressaltou. O chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico, reforçou que a primeira reunião da governadora com a bancada colocou o Palácio Iguaçu à disposição dos parlamentares. “Uma equipe do governo estará de prontidão para atender solicitações. Tudo aquilo que for possível fazer, faremos. Mas precisamos também do apoio de todos os deputados, porque ainda tem muito a ser feito pelo Paraná”, disse.
Segundo o coordenador da bancada, deputado Toninho Wandscheer, essa primeira conversa foi importante para reforçar que o Governo do Estado e os deputados federais precisam trabalhar unidos. “É a sinalização de que vamos atuar juntos pelo Paraná”, disse.
INTEGRAÇÃO – Para o deputado Ricardo Barros, essa integração sempre existiu e é necessária. Ele lembrou que o Paraná conseguiu mais de R$ 2 bilhões em financiamentos para saneamento, captou recursos na ordem de R$ 1,2 bilhão para moradias populares e que as emendas parlamentares superam R$ 600 milhões por ano no Estado.
“O orçamento geral da União dispõe de muitos recursos para serem destinados aos estados. Então, essa é uma ação importante, em que a governadora vem e se articula com a bancada federal para defender os interesses do Paraná”, afirmou Barros.
O deputado federal Alex Canziani salientou que, para alcançar os objetivos, é preciso ação conjunta de todos os deputados e senadores. “Assim, a gente pode ser uma única voz para pleitear os recursos necessários e defender as causas do Paraná. A gestão da Cida, de maneira democrática, mostra a disposição para enfrentar os desafios”.
A governadora demonstra sensibilidade ao convidar a bancada e reafirmar a importância do diálogo, avaliou o deputado Aliel Machado. “Isso mostra maturidade e a experiência política que ela tem”, disse. Para o deputado federal Zeca Dirceu, a reunião foi produtiva. “Independente da ideologia, todos devemos lutar pelo Paraná”, afirmou.
PRESENÇAS – Participaram da reunião os deputados federais Alex Canziani, Aliel Machado, Alfredo Kaefer (PP), Christiane Yared, Edmar Arruda, Leandre Dal Ponte, Leopoldo Meyer, Luciano Ducci, Luiz Carlos Hauly, Toninho Wandscheer, Nelson Meurer, Osmar Bertoldi, Osmar Serraglio, Valdir Rossoni, Ricardo Barros, Rubens Bueno, Sérgio Souza, Hidekazu Takayama, enio Verri, Zeca Dirceu, Sandro Alex, Fernando Francischini e Luiz Nishimori.
___________________________________________________________________________________


Cida trata do embargo do frango em reunião com Blairo Maggi


A governadora Cida Borghetti afirmou nesta quarta-feira (9) que o Paraná está mobilizado para tratar da questão do embargo da União Europeia à carne de frango. Em audiência com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, em Brasília, Cida disponibilizou todo o aparato do Estado para ajudar na busca de soluções para a questão.
Cida destacou que a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) pode somar esforços a fim de agilizar medidas de solução. “Estamos determinados a ajudar nossos produtores”, afirmou Cida Borghetti. Ela considerou a audiência animadora, porque mostrou o empenho do ministério em buscar medidas positivas para a questão.
O secretário da Agricultura do Paraná, George Hiraiwa, participou do encontro e destacou o pedido de nova vistoria nos frigoríficos paranaenses. “Ainda neste mês de maio será aberto esse realistamento, para que em 60 dias haja nova vistoria das plantas. A expectativa com isso é que tenhamos uma sinalização do retorno dos produtos paranaenses à União Europeia”, explicou.
Hiraiwa explicou que o Governo do Estado também está atuando na área de comércio, avaliando potenciais mercados para os quais o produto paranaense pode ser direcionado. “Além disso, vamos conversar com as cooperativas e somar forças. Este é um momento em que o Ministério da Agricultura, a Secretaria da Agricultura e o setor precisam somar forças”, afirmou.
A prospecção de novos mercados para o produto brasileiro é uma das principais medidas adotadas pelo governo federal segundo o ministro Blairo Maggi. “Estou coordenando pessoalmente essa ação e conto com o apoio dos Estados, em especial do Paraná, que é o maior produtor brasileiro e tem papel fundamental no setor e especificamente neste trabalho”, afirmou Maggi.
Maior produtor e exportador avícola do País, o Paraná foi o mais prejudicado pelo embargo à carne avícola imposto pela União Europeia. Dos 20 frigoríficos embargados, oito estão no Estado. Em 2017, as exportações paranaenses de frango foram de US$ 2,5 bilhões. O setor gera, no Estado, 60 mil empregos diretos e 600 mil indiretos.
Segundo levantamento da Associação Brasileira de Proteína Animal, o embargo pode causar um prejuízo de R$ 550 milhões neste primeiro semestre e a perda de 45 mil empregos (diretos e indiretos) no País. Os números constam de documento enviado ao presidente Michel Temer. As perdas anuais seriam de cerca de R$ 1 bilhão.
Também participam da audiência o chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico, o deputado federal Ricardo Barros e o secretário da Infraestrutura e Logística, Abelardo Lupion.

____________________________________________________________________________
       Deputados do PT se rendem a Cida

A governadora Cida Borghetti ganhou a simpatia até da oposição. Na Assembleia Legislativa, o deputado Tadeu Veneri (PT) elogiou a criação da Secretaria de Administração Penitenciária. Nesta quarta-feira, 8, em Brasília, o deputado Zeca Dirceu (PT) destacou a reunião da governadora com a bancada federal. “Eu estou muito curioso para ouvir o que governadora trás de informações, de reivindicações e de boas noticias. Porque o importante em nossa luta política é o Paraná, é o nosso povo. Eu venho com esse sentimento para ouvir, conversar e rever alguém que esteve na bancada passada e hoje está novamente com a gente”, disse Zeca.

_____________________________________________________________________________

Cida e ministro das Cidades anuncia recursos para Curitiba e mais quatro cidades da RMC
A governadora Cida Borghetti recebe nesta quinta-feira (10), às 13h30 no Palácio Iguaçu em Curitiba, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy. No encontro, serão anunciados recursos para Curitiba, Pinhais, Colombo, São José dos Pinhais e Piraquara.

_______________________________________________________________________________________________

Gilberto Xisto destaca sensibilidade de Cida Borghetti em apoiar as Apaes

“Fortalecer as Apaes é garantir mais dignidade as pessoas atendidas nestas importantes instituições”. A avaliação é do acadêmico de Direito e pré-candidato a deputado estadual pelo PP, Gilberto Xisto, ao comentar a decisão da governadora Cida Borghetti (PP), em fortalecer o apoio do Estado às Associações de Pais dos Amigos dos Excepcionais, as Apaes do Paraná.
“Nossa governadora está demonstrando toda sua sensibilidade em integrar as demais 86 entidades ao sistema de incentivo financeiro do Governo do Estado”, completou Xisto, que participou, no último final de semana, da 28ª Festa da Apae de Siqueira Campos, no Norte Pioneiro do Paraná, promovida para angariar recursos revertidos em favor da entidade.
Ao todo, o Paraná conta com 103 Apaes, que passarão a receber, a partir de agora, um piso financeiro mensal no valor de R$ 5 mil para o atendimento de reabilitação intelectual. No total, o Governo irá repassar R$ 515 mil todos os meses as entidades.

_______________________________________________________________________________________________

Cida entrega novo helicóptero para grupamento da Polícia Civil em Foz do Iguaçu

A governadora Cida Borghetti entrega nesta quinta-feira, 10, às 17h30 em Foz do Iguaçu, um novo helicóptero para o Grupamento de Operações Aéreas da Polícia Civil do Paraná. Cida participa ainda da reunião do Gabinete de Gestão Integrada de Fronteira com representantes das polícias militar e civil, Polícia Federal, Exército, Aeronáutica, Abin, Receita Federal, Guarda Municipal e Secretaria Municipal da Defesa Social.
Às 19 horas, ainda em Foz do Iguaçu, Cida formalizará a posse do secretário da Comunicação Social, Alexandre Teixeira. Também será dada posse à chefe do Núcleo de Educação, Elizabeth Lopes dos Santos e ao coordenador regional da Casa Civil, Gessani da Silva. As posses serão no Hotel Recanto Cataratas.
______________________________________________________________________________________________

Adepol destaca criação de divisão de combate a corrupção no Paraná

A Associação dos Delegados da Polícia do Paraná (Adepol) cumprimentou a governadora Cida Borguetti pela criação da Secretaria Especial da Administração Penitenciária e da Divisão de Combate a Corrupção. “A criação da divisão é uma antiga reivindicação da categoria. A governadora está de parabéns. Hoje, abrimos um canal de diálogo de uma maneira muito positiva com a governadora que conhece nossas demandas e carências” disse Daniel Prestes, presidente da Adepol.
“A criação da Secretaria de Administração Penitenciária, uma reivindicação antiga dos delegados, agora atendida. Consideramos esse um passo importantíssimo na direção da resolução definitiva do problema da custódia ilegal de presos em delegacias, o atual governo tem mostrado sensibilidade e empenho em avançar nessa nesse sentido”, disse o secretário-geral da Adepol, Pedro Filipe Andrade.
Para a Adepol, a criação da divisão de combate à corrupção, no âmbito da Polícia Judiciária, “é um avanço pra instituição e um pleito antigo dos delegados que esperam colaborar de maneira ainda mais efetiva para com o enfrentamento desse mal que tanto corrói as estruturas sociais”, disse Andrade.
Política de Estado – Com as medidas determinadas por Cida, parte da integração entre as polícias civil e militar, a gestão do sistema penal conta agora agora como uma pasta exclusiva e a divisão na Polícia Civil é mais um reforço do Estado no combate a crimes econômicos. “O que antes era uma prioridade, agora vira política do Estado”, enfatizou a governadora.
“Com a união de todos, do Estado, forças de segurança e da comunidade, vamos lutar e trazer mais segurança à população. Estamos todos do mesmo lado, queremos e podemos fazer um Paraná melhor, mais justo e igualitário em todas as áreas”, completou Cida.
A Adepol reafirma que espera e confia que as medidas se tornem “o primeiro passo para a resolução definitiva da problemática história da custódia ilegal de presos em delegacias de polícia que há tempo assola a sociedade paranaense e atravanca os trabalhos da polícia judiciária estadual”, disse Daniel Prestes.

_____________________________________________________________________________________________

Detran participa do Maio Amarelo em Curitiba


O Detran do Paraná está participando da campanha de conscientização do trânsito – chamada de Maio Amarelo. “Na busca pela segurança, não podemos atuar isoladamente. A parceria entre governo do Estado, prefeituras e sociedade civil é essencial. Colocamos nosso Departamento à disposição para que possamos combater os altos índices de mortes no trânsito”, disse o diretor-geral do Detran, Marcelo Panizzi, no lançamento da campanha em Curitiba.
“É um problema cultural que requer uma mudança de concepção das pessoas. Os guardas municipais, que desde o mês de fevereiro têm a atribuição de atuar no trânsito, registram como a infração mais cometida pelos motoristas curitibanos a falta do uso do cinto de segurança”, afirmou o secretário da Defesa Social e Trânsito de Curitiba, Guilherme Rangel.
Para mudar esse panorama, a defesa da Polícia Rodoviária Federal e de outros órgãos fiscalizatórios é da inclusão da educação para o trânsito no currículo escolar. “A violência no trânsito se enfrenta com atitudes.
Tem muita coisa possível de se fazer, mas que precisa do envolvimento da sociedade como um todo. Nós defendemos a inclusão da matéria de forma transversal no conteúdo do ensino fundamental e médio”, disse o superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Adriano Furtado.
Vida no Trânsito – Durante a abertura do Maio Amarelo, foram apresentadas as análises mais recentes do Projeto Vida no Trânsito em Curitiba, que demonstram preocupação com os públicos-alvo que mais sofrem com a violência do trânsito – motociclistas e pedestres são as principais vítimas fatais.
“O óbito é apenas a ponta do iceberg da violência no trânsito”, acrescentou a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak. De acordo com ela, a rede municipal de saúde faz de 30 a 40 atendimentos diários de acidentes de trânsito.
O público-alvo nesta semana são os estudantes universitários, com abordagens de manhã e à noite em universidades. No dia 18, barracas e viaturas na Boca Maldita chamarão a atenção de pedestres e, no dia 22, será feito um passeio ciclístico. Os motoristas serão abordados no dia 29, em pontos da cidade que recebem reclamações frequentes quanto ao comportamento.

_______________________________________________________________________________________________

Cida destaca redução de homicídios em Curitiba em 21,7% – o menor número em 11 anos


Houve 79 ocorrências no primeiro trimestre de 2018 contra 101 no mesmo período do ano passado. Redução foi apresentada a governadora Cida Borghetti durante reunião das forças de segurança. Ocorrências caíram 67% sobre o mesmo período de 2010.
A redução do número de homicídios em Curitiba continua batendo recorde. O primeiro trimestre em Curitiba foi o menos violento em relação a assassinatos nos últimos 11 anos. Houve 79 homicídios dolosos (quando há intenção de matar) em janeiro, fevereiro e março de 2018 – contra 101 no mesmo período do ano passado. Uma queda de 21,7%.
É o menor registro no período desde 2007, quando começou o levantamento realizado pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária. O declínio de número de assassinatos na capital do Estado tem sido constante. Considerando o primeiro trimestre de 2010 e o deste ano, a redução é expressiva: 67%. Foram 240 em 2010 e 79 nestes primeiros três meses de 2018.
O número do primeiro trimestre reforça a tendência de queda neste tipo de crime, cujo combate é prioridade para o Governo do Paraná. “Entre os fatores para esta queda está o trabalho conjunto da PM na prevenção e na expertise da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, da Polícia Civil, de identificar e prender os autores, além do forte investimento feito pelo Governo do Estado em pessoal, viaturas e armamento”, disse Cida. Com mais viatura e policiais, é possível posicionar o policiamento nos locais e horários de maior incidência criminal.
“A gente sabe que precisa fazer mais investimentos ainda, cada vez mais capacitar, dar segurança aos policiais através de equipamentos e armamento, para que eles possam combater todas as formas de crimes presentes no dia a dia na vida das pessoas”, completou Cida Borghetti.
VITÓRIA – O secretário da Segurança Pública, Júlio Reis, atribuiu a importante redução nos homicídios a diversos fatores, como investimentos feitos pelo governo, que possibilitaram o aparelhamento das polícias, e a integração entre a Polícia Militar e Civil. Outro fator, segundo Reis, foi a criação da Divisão de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) na capital, permitindo um foco maior na elucidação dos crimes de homicídio.
“Com toda certeza isso é sinal da integração existente através do eficiente trabalho preventivo da PM e o conhecimento e experiência DHPP, que melhorou a qualidade das investigações destes crimes. Se compararmos com 2010 para hoje, 67% de redução dos crimes de homicídio é uma grande vitória para todos”, disse o secretário.
O delegado titular da DHPP, Fábio Amaro, cita, além dos investimentos e da integração entre as polícias, também a parceria com o Instituto de Criminalística. “Temos também a questão do aumento de prisões e isso reflete diretamente na diminuição dos assassinatos. A nossa expectativa é que essa curva desça ainda mais e que neste ano tenhamos aproximadamente 20% a menos que o ano passado”, avaliou Amaro.
Outro dado importante é que o Paraná registrou em 2017 o menor índice de homicídios em 10 anos. Em 2007, foram 2.647 assassinatos e no ano passado houve 2.184 – ou menos 17,4%. A comparação do último registro com o de 2016 revela uma queda de 12%.

_____________________________________________________________________________________________

Cida afirma que sanção do PLC 315 é conquista municipalista

A governadora Cida Borghetti afirmou que a sanção do presidente Michel Temer ao PLC 315/2009 é uma vitória dos prefeitos e da bancada do Paraná no Congresso. A lei altera a distribuição da Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos (CFURH) entre União, Estados e municípios.
Cida estava acompanhando a mobilização de prefeitos, deputados e senadores na última semana em Brasília. “É uma pauta municipalista histórica que sempre teve o meu apoio”, afirmou Cida Borghetti na noite desta terça-feira, 8.
O PLC atualiza de 45% para 65% a fatia da CFURH enviada aos municípios sedes de usinas e alagados. Os recursos compensam as perdas de terras que foram alagadas pelas represas das usinas. Pelo levantamento, 84 municípios paranaenses serão beneficiados com aproximadamente R$ 170 milhões anuais.
A proposta passou quase 10 anos em tramitação e análise na Câmara e no Senado. Mais de 700 municípios em todo o país serão beneficiados com a lei sancionada nesta terça-feira pelo presidente Temer.

____________________________________________________________________________________________

Cida autoriza R$ 30,9 milhões para obras em Araucária


Araucária, na região metropolitana de Curitiba, investirá R$ 30,9 milhões em melhorias urbanas e compra de equipamentos para a prefeitura. Os recursos foram autorizados pela governadora Cida Borghetti nesta terça-feira (8). Cida também firmou convênio para repasse de R$ 77 mil para Balsa Nova e R$ 739 mil para Contenda, ambas também da Grande Curitiba.
Cida disse que a autorização de convênios e liberação de recursos acontecem sistematicamente e que isto demostra a gestão municipalista do Paraná. “Nosso trabalho é focado nos municípios, o modelo de gestão adotado é de priorizar as pessoas e descentralizar das ações do Estado”, afirmou.
Ela lembrou que nos últimos 31 dias já visitou 27 cidades e firmou convênios com 177 municípios. Os convênios somam R$ 245 milhões. “Como municipalista, estou pronta para administrar e ajudar os 399 municípios do Paraná. Estamos trabalhando para promover a verdadeira justiça social”, afirmou.
Araucária vai pavimentar ruas, construir centros de educação infantil, comprar equipamentos rodoviário e um micro-ônibus. “Os investimentos vão melhorar a vida na cidade”, afirmou o prefeito Hissam Hussein Dehaini. Ele destacou a parceria com o Governo do Estado e a mudança na rotina da liberação dos recursos. “Geralmente, íamos ao Palácio Iguaçu receber as autorizações e agora foi diferente. A governadora veio aqui”, disse ele.

______________________________________________________________________________________________

Cida autoriza início das obras de duplicação da BR-369 no norte do PR

A governadora Cida Borfhetti autorizou nesta terça-feira, 8, o início das obras de duplicação da BR-369, no acesso a Rolândia, no Norte do Paraná. São 2,1 quilômetros entre a PR-986 (Contorno Sul de Rolândia) até a rotatória de acesso à PR-323. Os trabalhos iniciam ja na próxima segunda-feira (14) e serão entregues em seis meses. O Estado vai investir R$ 3,7 milhões na obra. “Estou feliz em destinar esse recurso para essa obra tão esperada. Um trecho importante que com essa melhoria, trará mais segurança para quem trafega na rodovia e para população que vive na região”, afirmou Cida.
A rodovia será ampliada nas laterais, totalmente recapeada, com separação com barreiras de concreto no centro, implantação de uma rotatória para acesso aos parques industriais Itamaraty e Barra Grande e de um retorno antes da trincheira do acesso oeste de Cambé.
O trajeto atual de pista simples recebe diariamente todo o tráfego da BR-369 proveniente da região metropolitana de Londrina e de outras partes do Paraná. Recebe, também, o fluxo da PR-170, importante rodovia de ligação com os municípios de Jaguapitã, Prado Ferreira, Florestópolis, Porecatu e também com o estado de São Paulo.
De acordo com o prefeito de Rolândia, Luiz Francisconi Neto, a duplicação é uma das principais reivindicações da população do município e vai solucionar um dos grandes gargalos rodoviários da região. “É um trecho bastante movimentado e que registra alto índice de acidentes. Por isso, essa é uma obra importante para toda a região, um investimento em segurança e qualidade de vida”, afirmou.

____________________________________________________________________________________________
Educação capacita para ensino nas ilhas e escolas indígenas
___________________________________________________________________________________________
Paraná participa da Semana Nacional de Museus

_________________________________________________________________________________________
Governo lança edital para pavimentar Estrada da Juranda
___________________________________________________________________________________________

Projeto para terceiras faixas na PR-323 atrai 11 empresas





←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores