Arquivo do blog

Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

EXCLUSIVO: Live com neste Sábado no Blog Chik Jeitoso com Roberto Requião

Foto Arquivo MDB  Confirmado para este Sábado 16 de Novembro ao Meio Dia Live Poderosa  EXCLUSIVA  no Blog Chik Jeitoso com Vossa Exclên...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images

terça-feira, 15 de maio de 2018

Fernanda Richa destaca trabalho dos assistentes sociais no Paraná


A secretária Fernanda Richa (Família e Desenvolvimento Social) destacou o trabalho realizado pelos profissionais de serviço social em retirar as pessoas da situação de vulnerabilidade e que a promoção da emancipação depende de integração. “Nessa articulação entre as várias áreas que apoiam as famílias na conquista da autonomia, o papel do assistente social é fundamental. É ele que conhece as dificuldades e características de cada pessoa atendida nas diferentes regiões de nosso estado”, disse Fernanda ao lembrar que nesta terça-feira, 15, é o dia profissional da área.

A conquista de melhores condições de vida, segundo Fernanda Richa, conta com a base sólida da assistência social, fundamental na articulação com outras áreas para resgatar famílias da vulnerabilidade. “O percurso para a conquista da autonomia é observado e acompanhado por assistentes sociais, profissionais”, disse.


O presidente do Conselho Estadual da Assistência Social, Paulo Silvério Pereira, afirma que a assistência social evoluiu muito nos últimos dez anos e que o profissional dessa área continua essencial para garantir cidadania a pessoas ou grupos desprotegidos.

“O assistente social consegue enxergar os invisíveis: moradores de rua, indígenas, quilombolas, pessoas com deficiência, entre outros grupos marginalizados pela sociedade. É ele que tem o olhar para perceber e mudar a realidade”, destaca Pereira.

Serviço social – A rede socioassistencial no Paraná conta com 2.238 espaços de atendimento. São 569 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), 181 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), 598 unidades de acolhimento e 654 centros de convivência, além de Centros de Atendimento à População de Rua (Centro Pop), Centros da Juventude e centros-dia para idosos e pessoas com deficiência.

De acordo com senso 2016 do Sistema Único da Assistência Social (Suas), trabalham na rede 2.216 assistentes sociais. Pelo censo, o Paraná aparece como o estado do Sul com maior número de profissionais dessa área, atuando na rede de proteção social às famílias e pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade. No ranking nacional, ocupa a quinta posição.

No Brasil há 166 mil profissionais registrados nos Conselhos Regionais de Serviço Social, mais de 7 mil dels no Paraná. Se for considerado o total de servidores estaduais e municipais que trabalham na rede socioassistencial, independente da profissão, o número é de 14.287.

________________________________________________________________________________






Secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, participa da festa beneficente Casa Cor Paraná, em prol do Setor de Queimados do Hospital Evangélico - Foto: Rogério Machado/SECS

Fernanda Richa destaca atuação do Hospital Evangélico para melhorar setor infantil da ala de queimados

A secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, destacou nesta quinta-feira (10), as ações e os investimentos do Estado na saúde pública do Paraná.  “A atenção com a saúde dos paranaenses sempre foi uma das prioridades do Estado. Em sete anos, foram investidos R$ 15 bilhões na área, mais que o dobro dos 10 anos anteriores”, disse Fernanda, no jantar que contribuiu na reestruturação do setor infantil da ala de queimados do Hospital Evangélico. O evento reuniu mais de 400 pessoas na pré-inauguração da 25.ª edição da Casa Cor Paraná.

O jantar foi promovido pela Associação dos Amigos do Hospital Evangélico. O hospital faz 1,5 milhão de atendimento por ano, sendo 90% do SUS. São 434 leitos gerais, 373 disponíveis à rede pública de saúde. Fernanda Richa destacou que Paraná tem uma rede de 263 hospitais públicos e filantrópicos em todo o estado, que receberam perto de R$ 1 bilhão para custeio dos serviços, obras e compra de equipamentos. “Um dos beneficiados foi o Hospital Evangélico, que recebeu cerca de R$ 17 milhões desde 2011”, declarou a secretária.

ATENDIMENTO - A criação da Associação faz parte do plano de recuperação do hospital, iniciada em dezembro de 2014 com a intervenção do Ministério Público do Trabalho no Paraná. O presidente, Eliseu Portugal, explicou que o objetivo da entidade é arrecadar fundos e apoiar projetos do hospital. São 42 leitos especializados para quem sofreu queimaduras e mais 13 para atendimento infantil. O serviço de cirurgia plástica e queimados do hospital existe desde 1968. É referência em atendimento a vítimas de trauma, gestação de alto risco, neurocirurgia, transplante renal e no atendimento a vítimas de violência sexual.

O Hospital Evangélico tem o primeiro banco de pele humana do Paraná e o quarto do Brasil. Conquistou os selos Hospital Amigo da Criança e Hospital Sentinela. “Este jantar foi promovido para reestruturar a ala infantil de queimados do hospital, que é referência no sul do Brasil”, explicou Portugal.

_______________________________________________________________________________________________


Macrorregional em Londrina reúne representantes de 74 municípios


______________________________________________________________________________


Fernanda Richa participa de posses oficiais na Sanepar e na Compagas


______________________________________________________________________________



←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores