Theme Support

comunidade

Unordered List

esporte

Recent Posts

Tecnologia do Blogger.

Colombo

Postagem em destaque

Band Curitiba tem três apresentadores campeões de Audiência com programa Policiais

De segunda feira a sexta feira a partir das 16 horas o Apresentador Val Santos comanda na Band Curitiba ao vivo o programa Brasil Urgente ...

Pesquisar este blog

Geral

Binho - Aviário

Binho -  Aviário

Flickr Images

Cultura

About us

About us

Flickr Images


quarta-feira, 22 de maio de 2019

Band Curitiba tem três apresentadores campeões de Audiência com programa Policiais

De segunda feira a sexta feira a partir das 16 horas o Apresentador Val Santos comanda na Band Curitiba ao vivo o programa Brasil Urgente batendo todos os records de audiência e com um faturamento no horário impressionante com anunciantes brigando para anuncia no seu programa.

Amado Osman Diretor  da Band Curitiba   profissional de peso inteligente, tem sensibilidade,  aonde ele coloca a mão ele acerta, com um cuidado em toda programação, fazendo uma revolução na Band Curitiba, uma programação local mais com cuidados internacionais, oferecendo aos telespectadores conteúdos com responsabilidade, oferecendo as agências de publicidade programas que dão retorno para seus anunciantes.

Com Val Santos, Laércio André e Cristiano Santos a Band Curitiba vem fazendo a diferença em se falando em programas policiais.













__________________________________________________________________________



O carismático Laércio André está encantando a todos com seu profissionalismo no comando do seu programa na Band Curitiba de segunda a sexta feira a partir das 13 horas. 

O menino já caiu na graça dos telespectadores  em Curitiba, com uma fila de patrocinadores que faz do seu programa na hora do almoço um caminho maravilhoso para fazer excelentes negócios, com retorno garantido. Laércio André ja tem uma legião de fãs nas redes sociais e não consegue mais andar nas ruas de Curitiba em paz, assediados de cada dez passos. 

Mais um apresentador que é uma aposta da casa. A Band Curitiba tem a fama de revelar excepcionais apresentadores. 









___________________________________________________________________________



Cristiano Santos acorda os Curitibanos todas as manhãs, com um sucesso já reconhecidamente a partir das 7 horas da manhã, todos tomando o café da manhã com o apresentador que começou em Março deste ano, é já e uma audiência que deixa os concorrentes impressionados. 

















sábado, 18 de maio de 2019

Milhares ouve João Arruda na Rádio Cidade AM 670

A Hora do João começa às 8 horas na Rádio Cidade 670.  Desde que estreou  o grande comunicador, empresário, político vem batendo todos os recordes de audiência. Milhares de ouvinte acompanha ele que com inteligência faz um programa com responsabilidade e prende o ouvinte do começa ao fim. 

Uma seleção de música  que  leve o ouvinte ao saudosismo e a nostalgia de derramar lagrimas nós olhos. Com entrevistas  bombásticas. 






                                                                        Instragam

                                                                           Twitter



303 ações trabalhistas na Justiça podem levar Gazeta do Povo a prejuízo de R$ 100 milhões


do Paraná Portal
Com 303 certidões positivas de ações trabalhistas do primeiro grau, registradas no Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região – PR, o Grupo GRPCOM, que administra as empresas Editora Gazeta do Povo, Editora o Estado do Paraná e Sociedade Rádio Emissora Paranaense (TV Canal 12), contabiliza mais um rombo superior a R$ 100 milhões só em trabalhistas em aberto.
Este volume de ações e passivo deverá resultar na demissão de mais de 80 pessoas, segundo fontes do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Paraná, o que aumentaria ainda mais a dívida do Grupo de Comunicação que vem amargando prejuízos desde 2010 e já teve que se desfazer de sete empresas da área jornalística.
A informação de novas demissões do jornal eletrônico Gazeta do Povo, hoje com mais de 200 colaboradores – a empresa já teve perto de 900 quando ainda mantinha a edição impressa – deverá provocar um desastre no Grupo GRPCOM, administrado pelos irmãos Ana Amélia e Guilherme Cunha Pereira.
A decadência do império do maior grupo de comunicação no Paraná começou em 2015, quando o empresário Mariano Lemanski vendeu sua parte (50% das ações) na sociedade da Editora Gazeta do Povo para os irmãos Cunha Pereira por simbólicos R$ 1, o que causou surpresa no mercado.
Agora mais uma polêmica envolve a gestão dos irmãos Cunha Pereira. A saída da Gazeta do Povo do prédio na Praça Carlos Gomes 4, de propriedade da família Lemanski, para uma nova sede na rua Victor Ferreira do Amaral, 306, no Tarumã, alugada por R$ 250 mil por mês, teria mexido com os ânimos dos sócios.
O que também chama a atenção em relação às atividades do grupo é que desde 2015 não publica balanço da Editora Gazeta do Povo, descumprindo lei que determina que o balanço patrimonial deve ser tornado público. Por que razões a editora não publica o seu patrimônio? É a pergunta que se faz nos meios empresariais de Curitiba.
Na esteira da transação da Gazeta do Povo por R$ 1 vieram a sucumbir outras empresas do grupo, a começar pela própria Gazeta do Povo, um dos mais tradicionais jornais do Estado do Paraná, com 100 anos de atividades. Lemanski vendeu sua parte através da Lemanski Participações depois de ter, supostamente, dado um prazo de três anos para que a empresa reduzisse os prejuízos mensais que somavam perto de R$ 1,5 milhão por mês.
Foi no balanço de 2015 que acendeu sinal vermelho para o sócio- proprietário: prejuízo de R$ 44,790 milhões o que levou a contabilizar um Patrimônio Líquido negativo de R$ 41,303 milhões. Esses sucessivos prejuízos agravaram a descapitalização da empresa.
Nos sucessivos erros de má gestão empresarial, o império deixado pelo jornalista Francisco Cunha Pereira Filho quase foi à lona e a toalha só não foi jogada graças à força da Emissora Rede Globo que segura a RPCTV.
A compra do jornal Tribuna do Paraná também teria sido um fracasso do ponto de vista econômico ao ponto de os irmãos Cunha Pereira anunciarem possível fechamento ainda para este ano. O mesmo aconteceu com o Jornal de Londrina que sucumbiu e há rumores de que esse empreendimento teria sido pago pelo erário municipal, conforme denunciou à época, o Tribunal de Contas do Estado do Paraná.
Como nas previsões sacramentadas pelo jornalista Aroldo Murá quando observou, em artigo publicado em seu blog, em desagravo ao também jornalista Celso Nascimento, que as decisões na Gazeta do Povo, pós Francisco Cunha Pereira Filho “vem carregada de inexperiência e teimosa solidão e não importa que, para isso, tenha que fechar sete empresas jornalísticas, como já ocorreu no grupo. A realidade que foi muito além de mera gestão empresarial”.

Empresário investe em Curitiba em um novo negócio


O empresário Oscar Silva escolheu Curitiba para montar um novo negócio que em breve as portas vão estar abertas. Vou investir num estacionamento totalmente moderno, atendendo pedidos de pessoas exigentes e oferecendo um lava car enquanto os clientes vão as compras. 

Estou também procurando uma franquia que me de um rendimento rentável e que eu possa gerar dezenas de empregos, disse Oscar, distribuir renda e proporcionar qualidade de vida para meus colaboradores. O Brasil e preferencialmente Curitiba e uma praça maravilhosa para apostar, até porque tudo que da certo em Curitiba, vai da certo no Brasil e até no mundo. 
















Oscar Silva com o Colunista top 10 Ruy Barrozo












Oscar Silva é um amante do esporte













CIDA RECEBE PRÊMIO INTERNACIONAL POR TRABALHO EM PROL DAS FAMÍLIAS



A ex-governadora do Paraná, Cida Borghetti, recebeu nesta quarta-feira (15) um prêmio de reconhecimento pelo trabalho prestado em prol das crianças e das famílias brasileiras. O prêmio foi entregue durante a cúpula Mundial da Organização Mundial da Família (OMF), que acontece em Lisboa, Portugal, e reúne representantes dos cinco continentes. Em janeiro, a ex-governadora foi oficializada emissária da organização e hoje representa a OMF nos países da América Latina.
MUITOS ANOS
“É uma consagração de muitos anos de trabalho e dedicação às causas da família e primeira infância, principalmente. Estou muito honrada por esse reconhecimento”, disse Cida. O prêmio foi entregue pela presidente da OMF, dra. Deisi Kusztra.
Reconhecida como uma das principais referências no mundo em primeira infância e em saúde preventiva, Cida recebeu recentemente outras distinções internacionais.
Em 2017 foi convidada pela Organização das Nações Unidas (ONU) a apresentar os resultados do Marco Legal da Primeira Infância e programa Família Paranaense, em conferência em Nova York.
No ano passado, foi convidada novamente pelas Nações Unidas para falar sobre os avanços da Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) no Paraná.
ISSO NO JAPÃO
Neste ano, Cida Borghetti esteve em missão oficial ao Japão, a convite do governo japonês para detalhar seu trabalho para prevenção da saúde.
CÚPULA
A Cúpula Mundial da Organização da Família reúne representantes dos cinco continentes para estudar a criação de políticas públicas que promovam a inclusão das famílias nas decisões políticas, econômicas e sociais dos países.
Cida Borghetti representa os países latinos americanos. “É um ambiente de troca enriquecedor, em que planejamos estratégias para promover o bem estar de todos. Neste ano nossa meta é fortalecer a educação”, afirmou.


“Contingenciamento é corte, a população não pode ser enganada”, diz senador Alvaro Dias


Senador Alvaro Dias (Podemos) disse à Rádio T,  neste sábado (18), que o “governo não apresentou critérios para os cortes na educação”. 


Em entrevista à Rede T de Rádios e ao Blog da Mareli Martins neste sábado (18), o senador Alvaro Dias (Podemos) falou sobre o corte de verbas na educação, anunciando pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL), fato que gerou inúmeras manifestações nesta semana. (Ouça a entrevista completa ao final do texto)
De acordo com o senador, o governo precisa ser claro em suas decisões. “Contingenciamento é corte sim, a população não pode ser enganada. O governo foi infeliz no anúncio, quando disse que faria o corte nas verbas das universidades em que existia balbúrdia e isso não é correto, pois você não pode cortar pela exceção, precisa ver a regra e isso não é critério”, afirmou.
Alvaro Dias destacou que o governo Bolsonaro não apresentou critérios técnicos para o corte de verbas nas universidades. “O correto seria o governo apresentar um relatório dos desperdícios nas universidades e cortar desperdícios, mas o governo não apresentou esses critérios. Eu acredito que saúde e educação deveriam ser as últimas áreas para corte, tinham que cortar nos setores perdulários”.
Segundo o senador em outras gestões esse contingenciamento já ocorreu e os recursos nunca voltaram para as devidas áreas. “Isso já aconteceu em outras gestões e o dinheiro nunca voltou em nenhuma oportunidade. E não há nenhuma chance de voltar, pois não há perspectiva de crescimento da receita em setembro, ao contrário, a previsão é de queda da receita, porque o PIB (Produto Interno Bruto) foi puxado pra baixo, a previsão era de 2,5% de crescimento e hoje já está em 1,5%. O governo precisa ser sincero com a população”.
O senador disse que defende um projeto de suplementação de verbas de R$ 248 bilhões. “Defendo aprovação, mas este projeto está superfaturado, pois o governo não precisaria de tanto, poderia ficar com a metade pra pagar o que ele alega, que são os benefícios previdenciários, os benefícios da prestação continuada, bolsa família, plano safra. Mas metade já seria suficiente, mas pediram isso. O governo poderia usar parte destes recursos para atender as universidades, limitando esses cortes”, afirmou o senador.

Universidades públicas tem um percentual maior de alunos oriundos da rede privada: senador defende regulamentação
Quando foi governador do Paraná, em 1987, Alvaro Dias foi responsável pela implantação do ensino gratuito nas universidades estaduais. O senador afirmou que o ensino gratuito deve continuar sendo ofertado, mas apontou o fato de que hoje nas universidades públicas, a maior parte dos alunos é oriunda da rede particular de ensino e defendeu uma regulamentação.
“Eu creio que é fundamental oferecer oportunidades para jovens oriundos das camadas mais pobres da população, jamais eles seriam médicos, engenheiros, advogados se não fosse o ensino gratuito, essa é uma conquista”. Hoje no Brasil 75% dos formados são do ensino privado, apenas 25% dos formados são das universidades públicas. Acredito que é possível manter o ensino gratuito, pelo menos esse percentual”, disse o senador.
Outros dados importantes quando se fala no ensino público em universidades é o fato de que a maior parte dos alunos que ingressam vêm das escolas privadas.
Para o senador Alvaro Dias seria necessária uma regulamentação com o objetivo de que os alunos das escolas públicas tenham mais possibilidades de entrar nas universidades.
“Existe a necessidade de uma regulamentação, já apresentei projetos neste sentido e não tive êxito. Nós temos que reservar um espaço para alunos de escolas públicas nas universidades, eu acho que o percentual pode ser discutido. A disputa se estabeleceria sem essa desigualdade que é hoje, em que alunos que estão na rede particular fazem um curso preparatório caro e chegam mais preparados para o vestibular. Enquanto não tivermos uma escola pública de qualidade no ensino fundamental, teremos que estabelecer sim um percentual de vagas para os alunos oriundos das escolas públicas, assim faremos um melhor uso das universidades públicas”, afirmou.
Ouça a entrevista completa com o senador Alvaro Dias (Podemos):

terça-feira, 14 de maio de 2019

Barros na abertura da cúpula da Organização Mundial da Família

O deputado federal Ricardo Barros (PP) participou nesta segunda-feira (13) da abertura da cúpula Mundial da Organização Mundial da Família (OMF) em Lisboa. O evento reúne representantes dos cinco continentes para debater ações que garantam o desenvolvimento sustentável das famílias e erradiquem a pobreza, seguindo a Agenda 2020, proposta pela Organização das Nações Unidas (ONU).
A temática da edição de 2019 é utilizar a educação como a principal ferramenta para “Não deixar nenhuma família para trás” assegurando educação inclusiva, aprendizagem e oportunidade para todos. Participam da cúpula representantes do poder público, de instituições não governamentais e da sociedade.
“É um fórum muito importante para trocamos experiências de sucesso, conversar sobre dificuldades e unir esforços para vencer barreiras. O nosso foco é o empoderamento das famílias com inclusão e igualdade”, disse Barros, que representa a Câmara dos Deputados no evento.
O painel de a abertura da cúpula contou com a participação do ministro do emprego de Portugal, Miguel Cabrita; a diretora da divisão de inclusão social do departamento de assuntos econômicos e sociais da ONU, Daniela Bass; o diretor de sustentabilidade do departamento de assuntos econômicos e sociais da ONU, Navid Hanif; do diretor do departamento de treinamento e pesquisa da ONU em Hiroshima, Mihoko Kumamoto; do embaixador da missão do Egito na ONU, Edrees Mohamed e da diretora da Organização Mundial do Trabalho em Portugal, Mafalda Troncho.

Fonte Blog Fabio Campana 







←  Anterior Proxima  → Inicio

Faça Faculdade Uniandrade

Faça Faculdade Uniandrade
Vem pra Uniandrade

Publicidade

Publicidade

Seguidores